Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Painel H&C
Inteligência Euromonitor
SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2018

A evolução do envelhecimento na indústria de beleza e cuidados pessoais

O mundo está envelhecendo. Segundo dados da empresa de consultoria de pesquisa de mer­cado Euromonitor International, há 1,7 bilhão de pessoas no mun­do – em torno de 23% da popula­ção global – com 50 anos ou mais em 2017. A expectativa de vida está aumentando em todo o mun­do; a média global é de 72,3 anos, com alguns países excedendo essa média, como Japão (84,1 anos), Reino Unido (81,3 anos) e Estados Unidos (79 anos). Juntamente com uma taxa de natalidade em declí­nio, estes fatores contribuem para um crescente envelhecimento da população que deverá se intensifi­car à medida que os atuais 43% da população entre 20 e 49 anos se juntarem ao grupo de população com 50 anos ou mais.

À medida que as pessoas estão vi­vendo por mais tempo, os consu­midores têm um desejo crescente de manterem-se mais saudáveis. A tendência Healthy Living – ou Vida Saudável, em tradução li­vre - não é mais uma subcultura, mas sim uma parte importante da cultura dominante em todo o mundo que abrange desde dispo­sitivos para dormir, suplementos, snacks e bebidas saudáveis até roupas de ginástica. A busca por um estilo de vida mais saudável é impulsionada pelo desejo de duas coisas: a capacidade de viver uma vida de qualidade no presente e a capacidade de prolongar a vida no futuro. É a distinção entre pro­longar a vida e prolongar a qua­lidade de vida que diferencia os temas saúde e envelhecimento. A tendência Healthy Ageing – ou Envelhecimento Saudável, em tra­dução livre – equilibra ambos.

O desejo de ser mais saudável está mudando a narrativa do envelhe­cimento, deixando de ser somente um combate aos sinais do enve­lhecimento para concentrar-se no conceito “parecer e sentir-se bem em qualquer idade”. Essa mudan­ça é mais evidente na indústria da beleza e cuidados pessoais. A im­prensa, fabricantes e varejistas do setor estão mudando os termos usados ao se comunicarem com os consumidores sobre envelhe­cimento, como evidenciado mais recentemente na América do Nor­te, onde os produtos que utilizam termos como “antienvelhecimen­to” foram trocados por outros, como “especialista em idade” ou “específico à determinada idade”. As empresas de beleza neutralizaram ou positivaram sua terminologia em relação à idade. As linhas “De-Aging” da Clinique nas prateleiras da Sephora, “Pro Age” da Dove, “Age Perfect” da L’Oreal e a marca Nia (“Not Into Aging”) estão entre alguns exem­plos dessa mudança na narrativa. A imprensa do setor também vem apoiando essa mudança.

Embora essa tendência crie um desafio econômico, ela também representa oportunidades de ne­gócios para diversos segmentos, especialmente o de beleza que enfatizou diferentes perspectivas em relação ao envelhecimento ao longo do tempo. Há oportu­nidades para comunicar diferen­tes aspectos do envelhecimento a três grupos de consumidores: 1) os jovens que buscam estratégias de prevenção ao invés da cura no que diz respeito ao envelhecimen­to, 2) os idosos que buscam solu­ções específicas e a cura ao invés da prevenção; 3) consumidores de qualquer idade que respondem a uma narrativa de envelhecimento positivo e favorecem a segmen­tação com base em necessidades, interesses e valores.

A mudança na narrativa do enve­lhecimento é uma oportunidade para as empresas de beleza não apenas enfatizarem a eficácia dos seus produtos apoiados pelo de­senvolvimento da tecnologia, mas também vincular produtos espe­cíficos às rotinas e estilos de vida que enfatizam a saúde e o bem­-estar holístico que abrangem os três grupos de consumidores.

Fonte: Euromonitor

Veja também:

Calendário de Eventos 2019
ver completo
Parceiros H&C
  • ABC
  • Abipla
  • Abre
  • ABT
  • Anvisa
  • FCE Cosmetique
  • FtechSM
  • iCosmetologia
  • AACD
Rua Rio da Prata, 164 - Brooklin - São Paulo - SP - Brasil - CEP: 04571-210

Ftech Soluções em Internet