Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Painel H&C
Revista H&C - Edição 108

Embalagens de produtos de limpeza. Cuidados e oportunidades

SEGUNDA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2018

Faxina, segundo o dicionário da língua portuguesa é fazer uma limpeza pesada e longa de um lugar. E limpeza é o ato de retirar impure­zas de um corpo, de um material ou de um local específico. A limpeza pode ser industrial, predial, técnica, hospitalar ou domiciliar. Mas todas elas irão requerer um esforço e o auxílio de acessórios e produtos para atingir o objetivo que é eliminar a su­jeira ou impurezas.

A simplificação e otimização do esforço envolvido nesse processo pode ser obtida por meio das em­balagens dos produtos que serão usados. Isso pode vir de diferentes formas de acordo com o local aon­de a limpeza será efetuada, através da praticidade dos produtos e, cla­ro, das embalagens.

Ergonomia e usabilidade são requi­sitos essenciais para as embalagens de limpeza e devem sempre ser pensadas de forma a maximizar a utilização e facilitar a aplicação do produto. A resistência da embala­gem ao transporte e seus atributos funcionais como vedação, conten­ção e conservação do produto tam­bém precisam ser levadas em conta para que a experiência do consumi­dor seja a melhor possível, afinal de contas, nenhum consumidor gosta­ria de ter água sanitária vazando por motivos de especificação do frasco e tampa ou então por alguma falha no processo de produção.

A inovação em embalagens e siste­mas para produtos de limpeza tam­bém devem ser percebidas como uma ferramenta estratégica. Existe um modelo utilizado por uma em­presa americana neste segmento que possui um sistema de armaze­namento para um produto multiuso superconcentrado que é diluído de acordo com a necessidade por meio de um dosador em sua base. Além dessa tecnologia, a embalagem é feita de material totalmente reci­clável. Isso significa garantir um de­senho de embalagem que obedeça ao design to enviroment pois atinge todos os três eixos do ecodesign: reduzir (a quantidade de lixo gera­do), reciclar (as embalagens utiliza­das) e reutilizar (nesse caso através do depósito de produto supercon­centrado acoplado nesse sistema). Vale a pena conhecer esse produto e inspirar-se com ele: http://www. myreplenish.com/

Ainda pensando nos atributos de sustentabilidade, a destinação cor­reta das embalagens de produtos de limpeza deve ser respeitada para que um descarte errado não traga impactos negativos ao meio am­biente. No caso de tubos de aeros­sol, como os de desodorizadores de ambiente, que devem ser descarta­dos no lixo comum pois os mesmos não são considerados recicláveis. Quanto aos frascos de detergentes e produtos de limpeza em geral, como consumidores devemos observar as orientações dos fabricantes quanto ao descarte pois essa é uma atitu­de primordial de quem é consciente de sua função e de sua responsabi­lidade para que tenhamos o ciclo de vida completo dos produtos.

A realidade do mercado de produ­tos de limpeza nos traz uma forma bastante peculiar de avaliar oportu­nidades e incrementar a criativida­de dos fabricantes e time técnico, independente da classificação so­cioeconômica do consumidor final. Um bom exemplo está em feiras e bairros, onde as pessoas compram produtos de limpeza produzidos de forma caseira e embalados em gar­rafas de PET de refrigerantes. Isso é o pós-consumo aliado à oportunida­de e geração de renda no mercado informal. Até porque esses produtos geralmente não são registrados na Agência Nacional de Vigilância Sani­tária por serem produzidos fora de padrões estabelecidos por ela.

Assim como o mercado informal aproveita o fator preço para atu­ar, os players formais também têm oportunidades ainda inexploradas ou que permitem avanço por meio da criatividade em embalagens. Um bom exemplo: a amostragem. Um sachê para lustra-móveis, ampolas ou flaconetes para detergentes, sa­bões líquidos e amaciantes de roupa e até mesmo cartuchos de menores gramaturas e com possibilidade real de uso de papéis pós consumo para amostragens de sabões em pós para roupa ou lava-louças.

O universo que abrange cada um dos segmentos onde a embalagem pode ser aplicada é amplo e a obser­vação cuidadosa, sempre pensando na cadeia completa e na satisfação do consumidor que são fatores pri­mordiais para o sucesso do produto.

Mais sobre esta Edição
Parceiros H&C
  • ABC
  • Abipla
  • Abre
  • ABT
  • Anvisa
  • FCE Cosmetique
  • FtechSM
  • iCosmetologia
  • AACD
Rua Rio da Prata, 164 - Brooklin - São Paulo - SP - Brasil - CEP: 04571-210

Ftech Soluções em Internet