Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Painel H&C
Revista H&C - Edição 88

A reinvenção dos esmaltes para unhas e a transformação do mercado brasileiro

QUARTA-FEIRA, 14 DE JANEIRO DE 2015

A reinvenção dos esmaltes para unhas e a transformação do mercado brasileiro

A história dos esmaltes para as unhas teve início na antiga Babilônia (na cor preta), passou pelo antigo Egito (henna) e usamos há muitos e muitos anos uma dispersão de nitrocelulose em solventes orgânicos, plastificada, aditivada e pigmentada.

A primeira movimentação nas fórmulas tradicionais ocorreu há alguns anos, graças à substituição de alguns itens comprovadamente perigosos à saúde (formaldeído, tolueno e ftalatos, os tais 3-free). Nosso país ainda reluta em banir totalmente tais itens, mas empresas mais cuidadosas com seu público já a fizeram voluntariamente. Contudo, esta substituição causou uma diminuição no desempenho do produto.

Nos últimos 10 anos, percebemos a busca incansável por novas cores, novos acabamentos, novos efeitos visuais especiais e texturas e, mais uma vez, a utilização de produtos não recomendados por boas equipes de assuntos regulatórios foram para as prateleiras.

Recentes avanços tecnológicos confiáveis começam a conquistar o público mais exigente, que busca maior durabilidade e brilho, melhor acabamento, enfim, melhor qualidade.

Há 4 anos no mercado, o esmalte gel já conquistou 15% do mercado dos EUA em termos de valor, com presença marcante no setor profissional (salões) e também presente no varejo (kits). A tecnologia vem do setor dental, das resinas com Imagemcura/secagem via luz LED, por meio da empresa norte-americana Keystone, fundada em 1898, proprietária das patentes mundiais mais importantes também nesta nova aplicação.

Clientes internacionais que aderiram a essa nova tecnologia, como Coty (Sally Hansen), OPI, Gelish, Red Carpet, Pacific World (Sensationail), L’Oréal (Essie) e outras, gostaram da inovação e de seus resultados. Pelo excelente retorno dos principais players do mercado, a Keystone comprou uma fábrica da multinacional alemã Merck em Gibbstown, New Jersey (EUA), com 26 mil metros quadrados, e na nova instalação fundou a empresa Polychromatic, a fim de expandir seus negócios para atender esta exigente categoria.

A Polychromatic lançou um portfólio de produtos com formulações clássicas (cremosos, cintilantes e glitteres) e sempre 3-free, formulações diferenciadas entre bases e top coats, formulações com desempenho superior, formulações gel look (aparência de esmalte gel, sem cura via luz LED) e até inovações que definitivamente contribuem para a reinvenção dos esmaltes de unhas através de formulações híbridas - resinas tradicionais e resinas reativas ao UV natural em um mesmo produto. Origina-se assim uma gama de produtos nunca vista nesta categoria.

O Brasil é o país no mundo que mais vidros de esmaltes para unhas comercializa por ano (Os EUA lideram em valor), mas historicamente tem seu principal impulso de vendas em seu respectivo baixo custo. O público interessado em novas tecnologias seguras, com maior desempenho e valor justo, certamente ajudará a transformar o mercado brasileiro.

A empresas Keystone e Polychromatic tem seus ingredientes distribuídos no Brasil pela Focus Química (www.focusquimica.com).

Mais sobre esta Edição
Parceiros H&C
  • ABC
  • Abipla
  • Abre
  • ABT
  • Anvisa
  • FCE Cosmetique
  • FtechSM
  • iCosmetologia
  • AACD
Rua Rio da Prata, 164 - Brooklin - São Paulo - SP - Brasil - CEP: 04571-210

Ftech Soluções em Internet